TAGS SETÚBAL - FOTOS SETÚBAL - ICONES SETÚBAL - MAPAS SETÚBAL - ONTEM



    ALMEIDA CARVALHO (Praa)   detalhes detalhes detalhes detalhes Imprimir ampliar mapa detalhes detalhes

Copyright © 2012 - Roteiro de Setbal - www.roteiro.jmobp.com

   ALMEIDA CARVALHO (Praa)  

Quem foi ? / O que aconteceu ?
  • ALMEIDA CARVALHO
    Advogado, Historigrafo e Jornalista
    (05-03-1817) (29-03-1897)

    Joo Carlos de Almeida Carvalho, natural de Setbal. Era filho de Ana Rita de Almeida e de Antnio Coelho de Carvalho. Foi o primeiro Oficial Taqugrafo da Secretaria da Cmara dos Pares. Foi redactor principal do jornal Setubalense, primeiro peridico (semanal) que teve Setbal, e que durou de Julho de 1855 a Dezembro de 1857. Dedicou-se ao estudo dos problemas relativos s salinas das margens do Sado e coligiu sobre a histria de Setbal diversos apontamentos que ficaram inditos. Foi scio e secretrio da direco da Sociedade Arqueolgica Lusitana, fundada em Setbal, e cuja histria, escrita por ele, se pode ver no Boletim da Real Associao dos Arquelogos, Volume de 1896. Foi Vogal e Secretrrio da Comisso encarregada de propor ao Governo os projectos de regulamentos que foram aprovados por decretos de 20-11-1854, os quais deram nova organizao Junta da Repartio do sal das salinas das margens do Sado, outorgaram diferentes providncias acerca do comrcio daquele gnero e instituram nova inspeco dos lastros no Porto de Setbal. Foi ele que, na qualidade de Secretrio da Comisso, redigiu o relatrio que precedeu os regulamentos, no qual se contm a histria abreviada da antiga instituio da Roda para a venda de sal das referidas salinas (esse relatrio foi impresso em Lisboa, em 1851). Por esse tempo escreveu tambm uma Memria intitulada A Roda do Sal e a Liberdade do Comrcio, (consideraes acerca da indstria e comrcio do sal em Setbal, em resposta a Latino Coelho), a qual foi publicada nos n 140, 141 e 142 do Jornal a Justia e no n 419 de A Nao (1852). Aposentado, retirou-se para Setbal. Colaborou em diversos jornais, tendo publicado na Revoluo de Setembro, entre outros, os seguintes artigos: Setbal e suas Muralhas, (n 1792, de 1854); Consideraes sobre o terramoto de 11-11-1858 na Vila de Setbal, (n 4984, 4985, 4986, de 1858); Consideraes acerca da necessidade de extinguir o tributo que pesa sobre os pescadores, (n 4985, de 1858); Arqueologia (sobre antiguidades romanas de Lisboa), (n 5086, de 1859); No Arquivo Pitoresco publicou um artigo sobre a verdadeira inteligncia de uma inscrio goda encontrada em Alccer do Sal, (Tomo VI, pgina 182 a 184). Em 1863 publicou em Lisboa um folheto intitulado Duas palavras ao autor do Esboo histrico de Jos Estevo, ou refutao da parte respectiva aos acontecimentos de Setbal de 1846-1847 e a outros que com aqueles tiveram relao. O seu nome faz parte da Toponmia de: Setbal. Fonte: Grande Enciclopdia Portuguesa e Brasileira Fonte: Setubalenses de Mrito (de Joo Francisco Envia, edio de autor, 2003, Pg. 203, 204, 205 e 206) Fonte: Amigos da Dinamarca Um olhar sobre a vida nas Sociedades Portuguesa e Dinamarquesa do Sculo XIX, Pedro ONeill Teixeira, Editora Tribuna da Histria, 2006, Pg. 345.

    Por: Manuel Lopes
    https://ruascomhistoria.wordpress.com/