TAGS SETÚBAL - FOTOS SETÚBAL - ICONES SETÚBAL - MAPAS SETÚBAL - ONTEM

Monumentos Locais de interesse
  
Paos do Concelho


Coordenadas geogrficas - voltar ao inicio...

Fotografias - voltar ao inicio...
  • Ver slideShow


Morada - voltar ao inicio...

Localizao - voltar ao inicio...
     
   ampliar mapa Ecr completo (Full Screen)

Dados Histricos - voltar ao inicio...
  • A primeira localizao conhecida dos Paos do Concelho de Setbal data do sculo XV, quando a vereao se reunia num edifcio na Praa do Castelo ou da Ribeira, propriedade da Ordem de Santiago. Em 1525, na sequncia da elevao da vila ao ttulo de "Notvel", D. Joo III mandou construir uma nova casa destinada a abrigar os Paos Municipais e outros organismos administrativos, como o Pao do Trigo, a Casa das Audincias, a Cadeia e os Aougues municipais. O edifcio foi erguido na actual Praa de Bocage, ento denominada Praa do Sapal ou Largo das Couves, por nela se situar o mercado de legumes local.
    A construo dos Paos Municipais teve incio em 1526, mas as obras sofreram atrasos em consequncia do violento sismo de 1531, que afectou toda a regio de Lisboa e o vale do Tejo. Os trabalhos ficaram concludos em 1533, e manteve-se sensivelmente no seu estado original at 1722. Nesta data, e certamente diante do avanado estado de degradao dos paos camarrios, o povo de Setbal custeou uma reforma terminada em 1724. Em 1733, D. Joo V mandou construir uma varanda no edifcio. No entanto, o sismo de 1755 danificou de tal forma a estrutura que o Arquivo Municipal passou para o Convento de Brancanes. O edifcio, ento quase arruinado, sofreu obras de ampliao em c. 1875, durante a presidncia de Rodrigues Manito, e passou a albergar tambm o Tribunal, a Recebedoria e a Repartio de Fazenda.
    J no sculo XX, exactamente na noite de 4 para 5 de outubro de 1910, e em consequncia das manifestaes populares ligadas Implantao da Repblica, um incndio arruinou todo o edifcio e deixou de p apenas a fachada. A sede dos servios municipais passou a funcionar no Liceu Bocage, onde permaneceu at 1938, quando ficaram terminadas as obras de reconstruo dirigidas pelo arquitecto Raul Lino. Depois destas obras, documentadas em diversas fotografias da poca, a fachada ficou com sete arcos (em vez de seis) no piso trreo, e sete janelas (em vez de cinco) no piso nobre.
    O imvel ocupa um quarteiro regular, de planta alongada, e estrutura-se em dois pisos e sto. A fachada principal vazada por uma loggia de arcos redondos, sobre a qual corre a varanda do salo nobre, dando uma marcada esttica institucional ao conjunto. A fachada encimada por um pequeno fronto triangular com a pedra de armas de Setbal. No interior, so particularmente interessantes o Salo Nobre e a Sala das Sesses. As restantes divises foram sucessivamente adaptadas para receber diversos servios camarrios.

    Slvia Leite / DIDA - IGESPAR, I.P. / 2011